Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AQUÁRIUSUL

Sou daqui deste povo que cheira a mar e sabe a fado

AQUÁRIUSUL

Sou daqui deste povo que cheira a mar e sabe a fado

O homem está só?

Na sociedade de hoje as palavras mais comuns e que traduzem toda uma preocupação e nova cultura são a democracia, laicismo, finanças, bolsa, ecologia, desenvolvimento sustentável, toda uma cultura virada para o desenvolvimento material; onde está a palavra Deus nesta sociedade? Foi confinada aos templos e nos templos é pregada, dissociou-se do quotidiano humano preocupado com a sua sustentabilidade material. Mesmo os homens que tratam dos assuntos da sociedade não pensam em Deus na sua vida diária, relegam-No para o culto dominical.

 

Atitude que não lhes faculta o sentido de amor ao próximo e da promessa de entrega e louvor Àquele que o criou e o alimenta com a Sua Obra e Vontade. A história revela-se no passado e no presente o homem podia tomá-la como exemplo para não repetir os mesmos erros. O que o faz caminhar nessa direção? Repetir a história no que ela tem de pior? O que o faz perseguir e repetir ações que não surtiram efeito no passado e que se pautaram sempre por desastres para si e para os seus povos? A loucura? Somos loucos! A ignomínia? Somos pérfidos! Quando o homem esquece ou ignora a história os erros repetem-se, não esqueças o passado para não repetir os mesmos erros.

 

O homem está só e só enfrenta os desafios da sociedade que pesam na sua alma como o trabalho de Sísifo. Ele não será capaz de vencer tão árduo trabalho, ele precisa de ajuda, e tem-na, dentro de si, a sua espiritualidade, falta-lhe a ligação humilde com as centrais de força que estão à sua disposição, com os fiéis servos do Altíssimo disponíveis para seu auxílio nesta grande empresa, basta pedir; pede e ser-te-á dado!

 

Construir o presente com conhecimento do passado para memória futura!

 

Alma Lusa