Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AQUÁRIUSUL

Sou daqui deste povo que cheira a mar e sabe a fado

AQUÁRIUSUL

Sou daqui deste povo que cheira a mar e sabe a fado

Sagres

Ponto de partida do não retorno

Dos que fizeram repouso no imenso oceano.

Clamam das profundezas pela liberdade,

Pátria de crentes, terra da igualdade,

Desejos antigos de esperanças vãs,

Cálidos dias, alegres manhãs.

Ventos profundos, terras escaldantes,

Peregrinos cansados como dantes.

Ontem, hoje, o amanhã, futuro,

Olhar de criança mais puro.

 

Choras pelos teus filhos

E os teus filhos choram por ti, 

Apontas o dedo ao imenso oceano

Sem fim, sem brandura,

Perecem em terras infindas

E no mar encontram sepultura.

Triste sina, triste fado…

Filhos meus e meu pecado!

 

Alma Lusa